Especialidades

 

Ortodontia

ortodontiaO tratamento ortodôntico é realizado com o intuito de movimentação dentária e em alguns casos de alterações ósseas e musculares.

Os aparelhos ortodônticos podem ser removíveis ou fixos, metálicos ou estéticos.

Um ortodontista deve realizar um estudo individualizado do caso clínico a ser tratado para seguir o tratamento adequado.


Voltar ao início  

Cirurgia Oral

CirurgiaA cirurgia oral é uma área muito abrangente da medicina dentária, estando relacionada com extração de dentes com cáries muito extensas, inclusos, mal posicionados nas arcadas, dentes do siso ou até associados com lesões orais, como quistos. Esta especialidade também é responsável pelo diagnóstico e tratamento das lesões orais.

 

 


Voltar ao início  

Endodontia

EndodontiaA endodontia é o ramo da medicina dentária que se dedica à patologia da polpa dentária e tecidos que rodeiam as raízes e o seu tratamento.

Normalmente um dente sujeito a tratamento endodôntico apresenta a polpa afetada por lesões de cárie ou trauma, causando dor dentária ou processo inflamatório em regiões adjacentes ao dente. O tratamento consiste na remoção do tecido afetado, descontaminação dos canais e posterior obturação dos mesmos.

Esta especialidade também abrange o retratamento de tratamentos endodônticos mal sucedidos, remoção de corpos estranhos intracanalares e remoção de lesões relacionadas com raízes dentárias.


Voltar ao início  

Estética Oral (Dentisteria Operatória)

estéticaA dentisteria operatória é o ramo da medicina dentária que atua na remoção das cáries e restauração dos dentes. As restaurações além de reconstruir a parte dos dentes perdida por cárie ou fratura, podem também modificar pequenas alterações de forma e posicionamento dos dentes, através das reconstruções coronárias.

A estética dos dentes está cada vez mais requisitada, podendo realizar-se branqueamento dentário, piercing e troca das restaurações em amálgama para resina composta. Os avanços da tecnologia e a melhoria da qualidade dos materiais dentários podem hoje proporcionar tratamentos estéticos de alta qualidade e durabilidade.

Um profissional dentista deve realizar a avaliação do paciente para a realização do plano de tratamento estético adequado.


Voltar ao início  

Implantologia

implantologiaA implantologia é o ramo da medicina dentária destinada à substituição dos dentes em falta através da implementação, no tecido ósseo maxilar e mandibular, de materiais aloplásticos. Estes materiais servem de suporte para próteses unitárias, parciais ou totais; fixas ou removíveis.

Para a colocação de implantes dentários é importante existir uma boa saúde gengival e adequado suporte ósseo, pois o implante é incorporado ao organismo através da osseointegração.

Para garantir a longevidade do implante o paciente deve adotar boa higiene oral e fazer visitas regulares ao dentista.


Voltar ao início  

Oclusão

oclusãoOclusão é o ramo da medicina dentária que trata das relações de mordida entre a maxila e a mandíbula.

Esta especialidade ainda estuda as implicações da mordida do paciente com ligamentos articulação temporomandibular.


Voltar ao início  

Odontopediatria

OdontopediatriaOdontopediatria é o ramo da medicina dentária destinada ao tratamento dentário de bebés, crianças e adolescentes.

Esta especialidade é de fundamental importância, uma vez que a introdução de hábitos de higiene nos primeiros anos de vida, a manutenção da saúde bucal infantil e a preservação dos dentes decíduos acarretam consequências positivas para toda a vida do indivíduo.


Voltar ao início  

Periodontologia

PeriodontologiaPeriodontologia é a especialidade de medicina dentária que estuda, diagnostica, previne e trata as doenças da gengiva e dos tecidos de suporte dos dentes, como osso alveolar, cemento radicular, gengiva e ligamento periodontal.

A manutenção dos dentes na boca depende da saúde periodontal, pois as alterações do periodonto podem levar à perda dos dentes.

Para a prevenção dos problemas e manutenção do tratamento periodontal devemos ter uma boa higiene oral através de uma correta escovação e uso do fio dentário, podendo ainda complementar a higiene com o uso de dentifrícios e colutórios indicados para cada caso.

Podemos diagnosticar a doença periodontal através de alguns sinais e sintomas como sangramento gengival espontâneo ou durante escovação, presença de tártaro nos dentes mobilidade dentária, exposição radicular, sensibilidade dentária.


Voltar ao início  

Prótese Fixa e Removível

Prótese FixaA perda dos dentes afeta o equilíbrio da boca. Algum tempo depois da realização de extrações, mobilidades dentárias podem ser observadas nos dentes adjacentes e oponentes. Estes problemas acentuam-se com o passar do tempo, podendo provocar extrusões dentárias, dores articulares, dificuldades em abrir a boca e mastigar, ou até perdas dentárias.

As próteses dentárias apresentam benefícios estéticos e funcionais. As próteses podem ser fixas ou removíveis. As fixas podem ser constituídas por coroas, pontes ou próteses totais suportadas por implantes. As removíveis podem ser parciais ou totais. As parciais podem ser totalmente em acrílico ou apresentar uma estrutura metálica associada ao acrílico (esquelética).

Um profissional deve avaliar o paciente para que possa indicar as possibilidades de tratamento. Dentista e paciente devem escolher a prótese mais apropriada.


Voltar ao início  

Reabilitação Oral

reabilitaçãoNa actualidade existem diversas possibilidades de se realizar reabilitações orais recorrendo à utilização de próteses removíveis, próteses fixas, próteses implanto-suportadas e próteses combinadas.

A reabilitação oral envolve um planeamento complexo do caso, normalmente envolvendo mais de uma especialidade, como endodontia, periodontologia, implantologia, prótese, dentisteria operatória e estética.


Voltar ao início  

Radiologia

RadiologiaA medicina dentária utiliza a radiologia para o estudo das imagens formadas por radiações direcionadas às estruturas da cabeça e do pescoço. Estas imagens servem como um grande meio de diagnóstico médico.

Diferentemente dos aparelhos radiológicos convencionais, os aparelhos mais modernos possuem um sistema digital que diminui consideravelmente o tempo de exposição dos pacientes às radiações, diminuindo ou evitando assim os possíveis problemas que estas poderiam causar. Além disso, os resultados dos exames digitais podem ser dados segundos após a sua realização.

Voltar ao início